Quantas senhas uma pessoa média possui

Quantas senhas uma pessoa média possui em 2024?

Publicado em: 22 de março de 2024
Última atualização: março 22, 2024

Quantas senhas uma pessoa média possui em 2024?

Publicado em: 22 de março de 2024
Última atualização: março 22, 2024

Resposta rápida 🔍

Quantas senhas uma pessoa média tem em 2024?

Estudos mostram que uma pessoa com uma vida digital ativa possui em média 100 senhas.

Neste artigo, vamos nos aprofundar em quantas senhas uma pessoa média possui.

As senhas protegem nossas contas de possíveis incidentes de hackers. Mas quanto disso é demais?

Dado que diferentes aplicativos exigem que novos usuários definam suas senhas durante a inscrição, o número desses códigos que temos aumenta consistentemente.

Seja optando pelo mesmo padrão em todas as contas de usuário que temos ou optando por alterar criativamente cada uma delas, essas chaves devem ser únicas e mantidas privadas a todo custo. 

Hoje não é dia para esquecer senhas!

Vamos desvendar os segredos sobre quantas senhas uma pessoa média terá em 2024.

Quantas senhas uma pessoa média possui em 2024?

Nossa vida digital está repleta de tentativas de login bem-sucedidas e fracassadas. Tudo isso graças aos gatekeepers que protegem nossas contas de possíveis ataques.

Mas exatamente quantas senhas uma pessoa média tem em 2024?

Estudos mostram que uma pessoa com uma vida digital ativa possui em média 100 senhas.

Este é um aumento significativo em relação aos dados divulgados há um ano, onde o limite fica apenas entre 70 e 80.

Como o nosso cérebro humano médio só consegue lembrar até certo ponto, não há como lembrar senhas diferentes para cem contas diferentes.

É por isso que o estudo também mostra que as pessoas são mais propensas a usar senhas fáceis, ou usar a mesma em todas as contas, para lembrá-las.

Histórico da senha

Sistema de compartilhamento de tempo compatível

Agora que sabemos que uma pessoa comum na internet cria em média pelo menos 100 senhas, é hora de nos aprofundarmos na história desse recurso de proteção.

A ideia de definir uma senha surgiu em 1960.

Isso ocorreu no momento em que o Sistema Compatível de Compartilhamento de Tempo foi desenvolvido no centro de Computação do Instituto de Tecnologia de Massachusetts.

O novo sistema precisava de uma camada protetora para os arquivos privados dos usuários e Fernando Corbato apresentou a ideia de senhas para resolver o problema.

Invenção de computadores pessoais e senhas

Nos anos seguintes, as senhas digitais passaram a ser utilizadas exclusivamente em ambientes acadêmicos.

Naquela época, os computadores pessoais ainda não eram muito populares e apenas as escolas davam aos alunos acesso a esse tipo de tecnologia.

Assim, as senhas não têm espaço para serem falsificadas no mundo real.

Isso durou apenas até que o primeiro computador de mercado de massa foi apresentado ao público em meados da década de 1970.

Nos anos que se seguiram, surgiram o surgimento de aplicativos e programas de computador, levando ao crescimento explosivo dos sites pontocom.

Todos esses eventos contribuíram para a popularidade das senhas, tornando-as um recurso digital básico até hoje.

Truques para manter senhas fortes

Embora seja conveniente usar a mesma senha para todas as suas contas digitais, não é o ideal.

Os especialistas aconselham os usuários a criar uma senha diferente para cada conta, o que significa que você é incentivado a configurar 100 senhas diferentes se tiver 100 contas online diferentes.

Além disso, o comprimento da senha faz toda a diferença. Em média, os internautas usam oito caracteres em suas senhas.

Isso está abaixo do comprimento recomendado de 12 caracteres para torná-los fortemente protegidos contra forças brutas, o que é um técnica que hackers usam para revelar senhas configurando um algoritmo. 

Da mesma forma, caracteres aleatórios ou uma combinação de letras, padrões como letras maiúsculas e minúsculas, números e símbolos devem ser usados ​​em combinação para garantir que as senhas sejam difíceis de adivinhar.

Senhas comumente usadas em todo o mundo

Uma coisa que entrega senhas facilmente às mãos de hackers é a pulverização de senhas.

Essa técnica cria uma lista das senhas mais comuns usadas em todo o mundo e as vincula a uma conta.

Aqui estão as senhas mais comuns usadas por usuários digitais em todo o mundo.

  • A própria palavra “senha” é usada como senha de login no topo da lista 
  • Os padrões numéricos “12345”, “123456”, “123456789”, “1234567890” e “111111”
  • O padrão de teclado “qwerty” ou “qwerty123” 

Certifique-se de nunca usar nenhuma dessas senhas se não quiser que hackers invadam sua conta rapidamente.

Diferentes tipos de ataques de senha

3 imagem

Créditos: unsplash.com

Não existe uma regra verdadeira quando se trata de ataques de senha. Sim, cada um deles não é o mesmo.

Aqui estão os tipos mais populares de ataques de senha que temos hoje.

Phishing 

Com o 300 bilhões de e-mails enviados todos os dias, não há outro ataque que possa superar o phishing.

Este método envolve um hacker enviando um e-mail contendo um link malicioso.

Quando clicado, este link pode plantar um código gerador de informações em um dispositivo para obter suas informações. 

Também há momentos em que esses links redirecionam um usuário para um site que está oculto como uma página de redefinição de senha, que exigirá que você insira as informações da sua conta, como nome de usuário e senha.

Pulverização de senha

Este é outro método comum que pode adivinhar uma senha em segundos.

A cabouqueiro gera uma lista de contas de usuário e as compara com as senhas mais usadas no mundo, conforme listado acima. 

Extorsão

Hoje, os hackers se tornaram mais persistentes em seus métodos e agora pedem diretamente ao usuário que forneça os detalhes completos da conta.

Se o usuário não obedecer, o hacker avisa sobre ações relacionadas ao usuário, como revelar um segredo e blefes semelhantes.

Melhores aplicativos organizadores de senhas

Os incidentes de hackers estão por toda a Internet e seu ponto de interesse são sempre as senhas.

Dê uma olhada nesses aplicativos organizadores de senhas, populares por seus registros de segurança limpos e serviços de proteção ideais.

  • 1Password – aproveita a autenticação multifatorial, um recurso de geração de senha e possui excelente capacidade de armazenamento local
  • Dashlane – oferece suporte por e-mail 60 horas por dia e manual de instruções de ajuda para problemas do usuário, mas sua assinatura premium de US$ XNUMX/usuário pode ser muito cara para usuários regulares
  • LastPass – um aplicativo testado e comprovado que tem uma opção de uso gratuito, uma conta premium custa US$ 36 por usuário, mas não permite uma opção de armazenamento local
  • North Pass – não possui função Failsafe, mas vem com autenticação de dois fatores, recurso de geração de passaporte e permite capacidade de armazenamento local

Conclusão

As senhas sobreviveram a décadas de popularidade devido à sua inegável utilidade na proteção de nossa pegada digital contra brechas de segurança.

No entanto, eles também se tornaram alvos de hackers e intervenções maliciosas ao longo dos anos.

É por isso que empregar um aplicativo de senha, mesmo que seja de uso gratuito, ajudará muito a ter contas online bem mantidas. 

Esperamos que você tenha gostado de saber quantas senhas uma pessoa média tem em 2024.

Fontes

TecnologiaCrônica do Sul de MarylandDashlane
Tribunal da WebDataProtAlém da identidade
LoginSentinela UmLastPass
PC Mag

Fique por dentro das últimas tendências tecnológicas — entregue diretamente na sua caixa de entrada, gratuitamente!

Postagens do formulário de inscrição

Não se preocupe, nós não enviamos spam

Escrito por Trevor Cooke

Trevor Cooke é um talentoso escritor de tecnologia com foco particular em privacidade e segurança. Ele é especialista em tópicos como VPNs, criptografia e anonimato online. Seus artigos foram publicados em diversas publicações de tecnologia respeitadas e ele é conhecido por sua capacidade de explicar conceitos técnicos complexos de maneira clara e acessível.